O Laboratório Musical Rumpilezzinho convida o griô e percurssionista senegalês Doudou Rose Thioune para realizar aula aberta para o grande público, com o tema A Palavra do Tambor, no dia 27 de julho, das 16h às 19h, na Casa Rumpilezz (Rua Frei Vicente, nº14 Pelourinho). A iniciativa visa realizar encontros e trocas de experiências de músicos de referência na cena baiana com jovens e estudantes. Dirigido pelo Maestro Letieres Leite, o Laboratório Musical Rumpilezzinho promove a formação de jovens músicos por meio do método Universo Percussivo Baiano, bebendo nas fontes de matriz africana como referência para criação artística e transmissão de conhecimento.

Na oportunidade, Doudou Rose Thioune vai fazer um diálogo sobre as fronteiras e conexões entre a música e os mitos africanos e as suas reverberações na diáspora negra. Legitimado historicamente como um título africano que designa membros de grupos familiares, o Griô é uma categoria social que exerce atividades artísticas e educativas de produção, transmissão e salvaguarda das literaturas orais, da memória coletiva e social das culturas de suas etnias. O músico é um representante que atua entre a África e as suas diásporas. Descendente de duas famílias tradicionais de nobres e Griôs é afilhado de Doudou Rose, o imortal mestre da percussão mundial e filho de Cathy Sene, a dançarina nomeada por Léopold Sedar Senghor, durante a fundação do país, como a prima donna da dança senegalesa, o que garantiu a Doudou a vivência com diversas linguagens artísticas.

Sobre Doudou Rose - A sua vida artística profissional começou aos 6 anos de idade, com 11 anos já atuava na Cia do Teatro Nacional Daniel Sorano como multi-instrumentista. Consagrado como solista instrumental e dançarino da Cia do Ballet Nacional do Senegal, também conhecido como  Ballet La Linguer, circulou pelos continentes tocando e contracenando com nomes como Alpha Blondy, Youssou N'Dour  Sophia Loren, Lucky Dube, Africando, Touré Kounda, Ismael Lo, Baaba Maal, Daara G. Kine Lam. Premiado como um  Griô completo aos 16 anos, pelo trânsito nas principais linguagens artísticas é  regente, compositor, percussionista, cantor, ator, coreógrafo, dançarino,  afinador e reparador de instrumentos musicais senegaleses. Nos seus 49 anos de carreira atuou em Companhias de teatro, dança e música, tocando dentre corda e percussão 25 instrumentos musicais, bases para a criação de suas  canções, melodias  e ritmos, para contar estórias e histórias nestas múltiplas linguagens. .

Laboratório Musical Rumpilezzinho - O Laboratório Musical Rumpilezzinho promove a formação de um total de 75 jovens com idades entre 15 e 25 anos, tanto apresentando uma metodologia diferenciada de ensino de música, pensada a partir da matriz afro-baiana e suas ramificações, bem como a profissionalização e a multiplicação do conhecimento.

Esta é a terceira aula aberta ao público promovida e iniciativa integra o conjunto de ações que compõem o ano III do Laboratório Musical Rumpilezzinho, uma realização do Instituto Rumpilezz, contando com o patrocínio da VIVO e do Governo do Estado da Bahia, por meio do FAZCULTURA, da Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia.

Aula Aberta do Laboratório Musical Rumpilezzinho

Letieres Leite convida Doudou Rose Thione

Dia 27 de julho, das 16h às 19h

Na Casa Rumpilezz (Rua Frei Vicente, nº 14 Pelourinho – Prédio Anexo do Theatro XVIII)

Aberto ao público.